sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Catecismo do Verdadeiro Católico em tempos de Facebook

Os Dez Mandamentos:

1 - Amarás o latim acima de todas as línguas. Preencherás teu perfil, tanto quanto possível, com citações em latim, para que os demais pressintam a profundidade e a erudição de tua alma; quanto mais longas, melhor. Enquanto o povo entender o que se diz na Missa, tua missão não estará cumprida.

2 - Adotarás uma moral rígida e composta exclusivamente de proibições. Comprazer-te-ás em condenar, do alto de tua cátedra twíttica, os pecados desta época maligna. Ao mesmo tempo, quedarás seguro de que tua alma está limpa, posto que, passando o dia inteiro na blogosfera e nas redes sociais, é-te impossível cometer algum pecado grave (a não ser que passes os olhos pelos decotes das meninas de tua página).

3 - Só te sentirás seguro de tua opinião em algum assunto quando a encontrares em alguma citação descontextualizada da Suma Teológica, de algum documento papal, do Denzinger ou do Tanquerey. Daí em diante, considerarás a questão fechada e não mais pensarás no assunto, excomungando por scrap todos os que discordarem.

4 - Medirás tua virtude pela tua capacidade de chocar a amigos e conhecidos com afirmações obtusas e absurdas, fotos de aborto e sensacionalismos baratos em seu status. Bem sabes que o cristão verdadeiro deve estar preparado para todo tipo de tortura e humilhação, como ser alvo de unfollow e unsubscribe.

5 - Zombarás sem dó das demais religiões e visões de mundo. Quando alguém falar mal do Catolicismo, contudo, farás beicinho, participarás de abaixo-assinado e ameaçarás um processo judicial.

6 - Nutrirás um ódio santo ao Estado laico, e ansiarás profundamente por um governo monárquico, confessional e clerical. Ao mesmo tempo, repudiarás publicamente, e tratarás com imenso despeito, a imensa maioria dos padres e bispos que efetivamente compõem o clero.

7 - Demonstrarás fetiche por tudo o que é medieval ou metido a aristocrático. Chorarás lágrimas de verdadeira indignação ao pensares na Revolução Francesa. Embora sejas plebeu, passarás a vida em meio a sonhos de nobreza, cavalaria, e muita, mas muita, rendinha.

8 - Ao leres documentos papais e escritos de santos antigos, distinguirás cuidadosamente, de um lado, a verdadeira devoção e caridade lá contidas e, de outro, as limitações e preconceitos da época, partidarismos políticos e exageros retóricos. Erigirás em dogma tudo o que pertencer a este segundo grupo.

9 - Excomungarás parentes, amigos e conhecidos que, sendo católicos normais, demonstrarem alguma ideia meio heterodoxa ou dúvida sincera.

10 - Cultivarás, acima de tudo, o amor ao próximo, cuja principal expressão é a ameaça mais ou menos velada de danação eterna.


Os Sete Pecados Capitais:

1. Modernidade
2. Protestantismo
3. Teologia da Libertação
4. Luxúria
5. Missa Nova
6. Revolução Francesa
7. Rock

(No caso das mulheres, substitui-se "Luxúria" por "Calça".)


Pecados Contra o Espírito Santo:


- Relacionar Missa a Ceia
- Dizer "ofensa" ao invés de "dívida" no Pai-Nosso
- Responder à "Paz de Cristo" do fiel ao lado
- Comunhão na mão


Conselhos Evangélicos (no sentido de tirados do Evangelho, e não, de forma alguma, tendo algo a ver com a seita dos adoradores de Satanás que usa deste nome)


- Para ficar seguro, esteja sempre teologicamente à direita da Bula Unam Sanctam de Bonifácio VIII
- Expresse dúvidas salutares quanto à validade dos papas após Pio XII.
- Faça um apostolado online ofensivo o bastante, e com mau gosto o suficiente, para que o Facebook feche seu perfil e o Blogger cancele sua conta. Deus reserva um tesouro nos céus aos coroados por esse Batismo de Sangue.


Os Três Inimigos da Alma de todo fiel:

1. Concílio Vaticano II
2. Pároco da vizinhança
3. Dep. Jean Wyllys