sábado, 30 de março de 2013

Um contato meu de Facebook, católico tradicionalista, achou por bem publicar esta edificante meditação acerca da tragédia em Santa Maria em que morreram mais de 230 jovens:

"O pior não é morrer numa boate. O pior é morrer e ir para o inferno. E quem leva a vida em busca de prazeres incessantes sem preocupação com sua Salvação eterna vai para lá. Mas as pessoas só pensam na morte do corpo; mas há uma segunda morte da qual fala a Palavra de Deus que é a separação eterna da alma que não amou a Deus nesse mundo."

Não pense o leitor que essa é a manifestação única do Cristianismo frente a tragédias desse tipo, ou que seja à qual ele mais facilmente convida. Como contraexemplo, sugiro que leiam o curto artigo de Paulo Briguet sobre a mesma tragédia: http://www.jornaldelondrina.com.br/blogs/comoperdaodapalavra/?id=1339829